As Empresas e o Meio Ambiente

Conceito de Meio Ambiente

Sabe-se que o meio ambiente é o conjunto de forças e condições que cercam e influenciam os seres vivos e as coisas em geral. Os constituintes do meio ambiente compreendem

fatores abióticos, como o clima, a iluminação, a pressão, o teor de oxigênio, e bióticos, como as condições de alimentação, modo de vida em sociedade e para o homem, educação, companhia, saúde e outros, desta forma entendemos que meio ambiente é o conjunto de condições, leis, influências e infra-estrutura de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas.

 

“Por meio ambiente entende-se pessoas - sua qualidade de vida e particularidades - assim como a natureza - fauna, flora, recursos naturais o equilíbrio ecológico. Durante todo o tempo conduzimos nossos negócios de modo a proteger a saúde e a segurança pública, de nossos empregados e do ambiente” MERIAL BRASIL - empresa.

 

As relações harmoniosas acima citadas estão fazendo com que as empresas, tenham recursos para corrigir possíveis situações de agressão ao meio ambiente, e o que já se vê nos dias de hoje, é que as grandes corporações, procuram atuar no sentido de preservação do meio ambiente, desta forma se tornam menos expostas aos órgãos de fiscalização do governo e da sociedade. Desfavorável ainda é o total descontrole, tanto da sociedade, como do governo com relação ao “roubo” de nosso patrimônio amazônico, que muitas vezes é feito por “ONGs” (Organizações Não Governamentais), que recebem autorização para atuarem na área social, e não passam de fachada para a atuação de “marginais”.

 

Estamos em tempos de mudanças, e os empresários estão descobrindo que as empresas são importantes agentes de promoção do desenvolvimento econômico de um país, assim como de seu avanço tecnológico. Estas possuem grande capacidade criadora e de geração de recursos, num contexto onde o bem estar comum depende cada vez mais de uma ação cooperativa e integrada de todos os setores da economia e que faz parte de um processo de desenvolvimento que tem por objetivo a preservação do meio ambiente e a promoção dos direitos humanos.

 

O conceito de responsabilidade social é bastante amplo, referindo-se à ética como principal balizadora das ações e das relações com os diversos segmentos com os quais as empresas interagem, acionistas, funcionários, consumidores, rede de fornecedores, meio ambiente, governo, mercado e comunidade. Assim, a questão da responsabilidade social empresarial diz respeito à postura legal da empresa, à prática filantrópica por ela exercida ou ao apoio dado à comunidade, significando, dessa forma, uma mudança de atitude voltada para uma perspectiva de gestão empresarial com foco na qualidade dessas relações e na geração de valor para todos.

 

Ao adicionar às suas competências básicas um comportamento ético e socialmente responsável, as empresas adquirem o respeito das pessoas e comunidades que sofreram o impacto de suas atividades, sendo assim, gratificadas com o reconhecimento por parte de seus consumidores e com o engajamento de seus colaboradores, fatores esses cruciais para conquistar vantagem competitiva e sucesso empresarial. Conjuntamente, a responsabilidade empresarial como estratégia de gestão contribui para a construção de uma sociedade mais justa, próspera e onde a preservação ambiental é, acima de tudo, um dever de todos.

 

Dessa forma, a questão da responsabilidade empresarial frente ao meio ambiente é centrada na análise de como as empresas interagem com o meio em que estas habitam e praticam suas atividades. Tal atuação é que irá definir a tomada de decisões por parte da empresa, a definição de sua estratégia de gestão, se esta irá respeitar ou não a legislação ambiental vigente e quais os ganhos e perdas daí advindos (como, por exemplo, perda de competitividade e mercado externo).

 

2.2.1 Vantagens

 

Percebemos que a manutenção de uma política de responsabilidade social com relação ao meio ambiente tem sido vantajosa para as empresas e sociedade como um todo, na medida em que, para a sociedade esta política garante a preservação ambiental, a melhoria da qualidade de vida, redução dos efeitos das mudanças climáticas globais, etc., e para as empresas acaba por gerar novas oportunidades de negócios, um marketing social bastante favorável, e ganhos de competitividade através da certificação ambiental que a diferenciará positivamente de sua concorrente, tudo isso gerando um maior lucro.

 

2.2.2 Desvantagens

 

Quando a empresa deixa de inserir em seu planejamento estratégico os cuidados para com o meio ambiente, com certeza haverá uma grande e significativa perda de competitividade tanto no mercado interno quanto no mercado externo, pois o respeito ao meio ambiente tem sido fator determinando para a atuação e permanência da empresa no mercado.

Maior dificuldade se encontra quando existe a necessidade de buscar por Leis e Normas que regulamentam a atuação de determinadas empresas, pois as leis e Normas existentes no Brasil, ainda carecem de interpretações que muitas vezes podem ser errôneas e levar as empresas a erros incorrigíveis ao meio ambiente.

 

Francisco Gomes

Maio/2009

por Francisco Gomes
Acessos: 612

Deixar seu comentário

Postar comentário

0
termos e condições.

Comentários